Governo busca aproximação com setor privado e apresenta Paraná Produtivo a empresários
24/09/2021 - 11:32

Antes de investir em um município, os empresários procuram informações sobre o lugar, dados demográficos, econômicos e sociais. Mas esses dados costumavam estar dispersos em bases distintas. Com objetivo de modernizar o ambiente de negócios e os investimentos e agregar informações, o Governo do Estado criou o Paraná Produtivo, programa que contempla essa e outras iniciativas como o desenvolvimento regional e a convergência de alguns setores.

Na tarde desta quinta-feira (23) o vice-governador Darci Piana e o secretário de Estado de Planejamento e Projetos Estruturantes, Valdemar Bernardo Jorge, receberam presidentes de coordenadorias regionais da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado do Paraná (Faciap) para apresentar o trabalho. No encontro, realizado no Palácio Iguaçu, eles puderam conhecer melhor a ferramenta que compila dados dos 399 municípios. 

"É muito difícil fazer planos de investimentos para todas as regiões sem as informações adequadas e é isso que o projeto proporciona”, destacou Piana. “Estamos propondo a união dos setores e das entidades para se aproximarem do governo e estimularmos o desenvolvimento”. 

De acordo com o presidente da Faciap, Fernando Moraes, o Paraná Produtivo preenche uma lacuna de dados, especialmente nas pequenas cidades. “Temos municípios menos desenvolvidos, mas com enorme potencial, em todas as regiões. É importante trabalhar o Paraná como um todo”, explicou. “Não há planejamento se você não tem dados robustos. Agora temos como direcionar para cada região a pauta econômica que a gente quer que se desenvolva”.

Para desenvolver o programa, o Governo organizou dados de secretarias, órgãos e institutos. A intenção é passar informações qualificadas para auxiliar os gestores municipais e regionais, além de empresários, a tomar decisões baseadas em evidências muito próximas da realidade. “Queremos que as empresas possam encontrar um solo fértil para aumentar a sua produtividade”, disse o secretário. 

Ele destacou, ainda, a situação de algumas localidades onde a dependência do setor público representa 70% da receita do município. “Essa é uma realidade que precisa mudar”, acrescentou. 

PARANÁ PRODUTIVO – A partir da criação do Paraná Produtivo será construído um plano regional de desenvolvimento. O programa também tem diversas oficinas. O diagnóstico das realidades e dos desafios vai definir as ações e oportunidades de cada local. A última etapa será a criação de conselhos de desenvolvimento que possam direcionar os investimentos. 

“Queremos saber quais os municípios que precisam, por exemplo, de estradas rurais, que têm potencial turístico e precisam de estrutura para o turismo ou até lugares que podem ter maior diversidade na agricultura. Queremos estimular o cooperativismo para aumentar a geração de renda”, afirmou Jorge. "É um projeto para tornar o Paraná mais forte".

O Paraná Produtivo conta com um portal com dados e estatísticas em diversas áreas, possibilitando acompanhar os resultados e ações ao longo do tempo. As oito regiões prioritárias que serão atendidas são: Santo Antônio da Platina, Cornélio Procópio, Paranavaí, entre Cianorte e Umuarama, Campo Mourão, Guarapuava, entre Irati e União da Vitória e entre Castro e Telêmaco Borba.

GALERIA DE IMAGENS

Últimas Notícias